New Civilization News: Religião    
 Religião
2 Sep 2005 @ 03:36, by janos

Anti-Pandora

Vamos falar abertamente sobre nossas religiões. Algumas pessoas acreditam que não há problema algum em participar de uma instituição, seita ou filosofia que nega, enfaticamente, que o lugar, o habitat natural do ser humano seja o planeta Terra. Antizero

Anti-Pandora

Vamos falar abertamente sobre nossas religiões. Algumas pessoas acreditam que não há problema algum em participar de uma instituição, seita ou filosofia que nega, enfaticamente, que o lugar, o habitat natural do ser humano seja o planeta Terra. O planeta em que nós vivemos é um lugar inapropriado para se viver como um ser humano completo. Talvez seja apropriado para animais inferiores, mas os seres humanos têm algo a mais, são sagrados. Merecem não somente uma vida num lugar bem melhor que este miserável planeta, mas merecem uma eternidade em tal lugar. São sagrados, no entanto, estão corrompidos ou acometidos por algum mal de origem distante. Por este mal, estão condenados ao sofrimento, à guerra, à tristeza, ao mal. Porém, aqueles que submeterem sua vontade à vontade da entidade sobrenatural que criou tudo isto, acreditando que, por mais misterioso que isto seja, sua vontade levará ao bem supremo, estes se salvarão. Estes merecerão aquilo para o qual eles foram originalmente feitos. Ainda mais estranho, é que estas pessoas precisam não somente submeter sua vontade, mas também sua razão à razão de homens que dizem representar esta entidade. Assim fazendo, eles jamais se questionam sobre outras hipóteses plausíveis que poderiam explicar os eventos que eles chamam de divinos, assim como os eventos que os levaram a buscar uma religião.
O cristianismo, por exemplo, deve muito à religião egípcia. Não apenas se apropriaram de vários elementos práticos, como o altar e as velas, mas também de alguns conceitos, como a ressurreição. A religião egípcia influenciou Platão ao escrever o Fédon, que influenciou Aristóteles na Metafísica, que provavelmente inspirou o evangelho de Paulo, fundador do catolicismo. A religião egípcia é a criadora do conceito de sobrevivência após a morte. Embora seus deuses não fossem completamente antropomórficos, estavam em vias de se tornar. Os deuses das religiões “menos avançadas” eram aspectos da natureza. Eles passam a representar cada vez mais as características humanas. Os deuses gregos eram assim, e desagradavam Platão, que prefere o mundo das idéias. O encontro do deus monoteísta com o mundo das idéias gerou o deus cristão. Paulo adapta o deus monoteísta aos romanos, ajudando assim a manter o poder romano, que estava se desfazendo. No Egito, temos o surgimento da desigualdade social em larga escala: o primeiro império teocrata, que cresceu principalmente graças aos escravos. Os escravos provavelmente surgiram na África, e seu aparecimento é essencial para o aparecimento dos impérios, que também surgem na África. Mas a idéia de fazer escravos não surge do nada. A idéia de fazer escravos depende da idéia de expansão de territórios, que por sua vez depende de duas coisas: a idéia de propriedade da terra, e a idéia da agricultura expansiva. Sem o surgimento da agricultura expansiva não haveria superpopulação, logo não haveria necessidade de expandir territórios, não haveria escravismo em massa, impérios tirânicos nem guerras de grandes proporções. Alguns podem afirmar que também não haveria desenvolvimento tecnológico, científico, literário, e assim por diante. Isto pode não ser verdade, mas é verdade que as nossas religiões atuais são um produto cultural, e que não poderiam ter existido se não fosse pela própria concepção mundo e de ser humano que gerou toda esta situação miserável em que vivemos hoje, e que ameaça a vida em nosso planeta. O império romano deve tudo aos escravos e à sua capacidade de adaptação. Passa a dever para os escravos e para a conversão.
Não houve, como alguns gostariam de pensar, uma evolução linear da humanidade para este estado. Por 90 mil anos as pessoas viveram em tribos, tinham arte, economia, guerras, religião e cultura. Elas tinham história, mas foram injustamente desapropriadas dela. Toda vez que alguém diz que está orgulhoso do nosso desenvolvimento, está dizendo que está orgulhoso de um projeto suicida de aniquilação e assimilação. Toda vez que alguém desta cultura diz que eu devo respeitar sua posição, sua religião, e assim sua visão de mundo, diz que devo respeitar o massacre, a ganância, o orgulho, a mentira, e por fim, o desrespeito à própria vida, e que isto deve permanecer assim. Que tudo que posso fazer é ser caridoso, é fazer “a minha parte”.
Hoje em dia nós temos uma chance única. Podemos questionar, encontrar saídas, encontrar novas soluções, novas maneiras de nos relacionarmos com o mundo e com a cultura. E podemos fazer isso sem ter que descartar a tecnologia, a literatura, e todas as coisas realmente positivas que resultaram desta catástrofe que é a nossa história. Podemos fazer isso porque essas coisas não são a causa da nossa extinção, elas se desenvolveram paralelamente. Podem ser usadas, e continuar a serem desenvolvidas sob um novo paradigma, que abranja a vida como um todo. Eu gostaria que esta mensagem fosse encarada não somente como uma crítica, mas como uma mensagem positiva, de ânimo para os excluídos culturais. Para os órfãos do sistema. Leiam, aprendam, mudem. Envolvam-se profundamente com a vida neste planeta, que nos deu a chance de viver, e que tem tanto a oferecer. Evolvam outras pessoas naquilo que vocês acreditam, e o mundo irá mudar. Se esperança parece um pouco deprimente, não tenham esperança. Tenham coragem. Sobrou muito mais no fundo da caixa de Pandora, é só procurar.

Janos Biro
Goiânia, 2005
Agradecimentos aos meus amigos da net e membros dos grupos de discussão.


[< Back] [New Civilization News]

Category:  

Other entries in
6 Oct 2015 @ 03:38: NEW AGE: LUCIFER’S PREFERRED RELIGION, REPLACES GREAT RELIGIONS
11 Dec 2008 @ 21:17: Bless the beasts and the children
27 Aug 2008 @ 08:32: Theology of the Other
27 Feb 2008 @ 09:48: CHURCH CRIMES: WHO EXPOSES? WHO PAYS?
25 Jun 2007 @ 11:12: When Christians Torture
22 May 2007 @ 10:08: Who Is Davis Mac-Iyalla And Why Is He Here?
9 Aug 2006 @ 15:56: Constantine - The Making of a Saint
4 Aug 2006 @ 22:56: Medieval Book of Psalms Unearthed
3 Aug 2006 @ 11:06: Fundamental Madness
2 Aug 2006 @ 23:32: Implications of the Da Vinci Code



[< Back] [New Civilization News] [PermaLink]?